O rei Roberto Carlos perde R$ 45 milhões graças a internet!

Saudações amigos!

Hoje quero comentar sobre o assunto da semana, o rei Roberto Carlos e a Friboi.  Você deve está se perguntando “o que têm a ver a internet com a briga do rei e a Friboi”? Mais adiante entenderemos!

Lembro muito bem no inicio do ano o barulho que houve quando o primeiro comercial do rei foi ao ar e mostrava-o comendo uma carne da Friboi. Depois disso, as redes sociais não paravam de comentar sobre o comercial. Mas, por qual motivo tudo isso aconteceu com essa propaganda, uma vez que o que mais existe no mercado são pessoas famosas divulgando produtos e serviços? Primeiro que as pessoas sempre souberam que Roberto Carlos é vegetariano e a outra coisa foi que ele atuando não passou nenhuma credibilidade.

Graças a esses “detalhes” a comunidade virtual não perdoou e passou a criar memes(montagens engraçadas) brincando com a marca e o rei.

Como hoje em dia está tudo interligado e o que faz sucesso na internet vai para os outros meios de comunicação e vice versa, a imagem da marca do rei e da Friboi ficou muito arranhada. Tentaram fazer de tudo, até publicaram fotos mostrando o rei comendo carnes no dia-dia dele e não adiantou.

E o qual é o resultado disso tudo? Briga judicial, quebra de contratos, perda de dinheiro de ambas as partes, porque o contrato estava em R$ 45 milhões, além de outros escândalos que estão aparecendo.

Ou seja, pessoas públicas e as empresas devem tomar muito cuidado com as estratégias de publicidade que fazem no mundo atual, porque a comunicação já é considerada um dos maiores poderes do mundo, sendo capaz de criar, construir e destruir qualquer coisa.

E vocês que estão iniciando os seus negócios já deve pensar em todas as possibilidades antes de investirem as suas marcas.  Pois, mesmo sendo “peixes pequenos” o seu objetivo é ser um grande “peixe”.

 

O segredo é começar pequeno, pensando grande!!


Esta entrada foi publicada em MARKETING. Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Os comentários estão encerrados.