Famosos que não tiveram sucesso em seus empreendimentos (parte 1)

Pessoas do bem desse meu Brasil… tudo na paz com vocês?

Quero agradecer as pessoas que estão enviando e-mails para o blog e a vocês que estão sempre nos acompanhando!

Acabou o festival de cinema “Visões Periféricas” e agora estarei mais presente por aqui.

Antes de falar sobre os “empreendedores cineastas” quero mostrar alguns “cases de insucesso” em que, algumas pessoas famosas tiveram em seus empreendimentos.

Vou dividir em duas matérias, os famosos e empreendedores que tiveram que fechar alguns de seus empreendimentos.

Vou começar com o jovem cantor( rapper) Americano que é uma sucesso no mundo todo, Kanye West. Ele já se mostrava bastante interessado no mercado de moda quando lançou a Pastelle, sua linha de roupas, em 2009. O negócio durou pouco. Muitos acreditam que a atitude do cantor de interromper a colega de profissão Taylos Swift durante um prêmio da MTV pode ter prejudicado sua marca. Ainda no universo da moda, West ajudou a criar linhas para Nike e Louis Vitton. O cantor comanda ainda a KW Foods LLC, que administra uma rede de restaurantes nos Estados Unidos.

Será mesmo que barracos fora o “mundo dos negócios” podem prejudicar os empreendimentos das “estrelas”?

E a mais nova queridinha de hollywood, Natalie Portman que ganhou o Oscar de melhor atriz deste ano, pela atuação em Cisne Negro, vocês conhecem?

Pois bem. Ela é também defensora dos direitos dos animais e da cultura vegan, que propõe eliminar o consumo de qualquer produto de origem animal. Em 2008, a atriz se juntou ao designer Te Casan para lançar uma linha de sapatos produzida sem prejudicar os animais. Natalie queria incentivar as pessoas, como ela, a usarem produtos que não eram feitos a partir de matéria-prima animal. Em menos de um ano, o negócio decretou falência. Os consumidores alegaram que os preços cobrados pelos calçados eram altos demais.

O objetivo do negócio em que ela investiu é muito bom e de extrema importância. Mas, no mundo dos negócios não basta apenas ter boas intenções…

E o nosso rei Pelé? Até ele já perdeu grana em empreendimentos distintos…

O rei do futebol brasileiro vive às voltas com negócios que não dão certo. No ano passado, Pelé colocou um ponto final na Pelé Sports & Marketing depois de denúncias de que a empresa teria organizado e faturado com um jogo beneficente que não aconteceu. O ex-jogador já havia se envolvido em outros negócios sem sucesso, incluindo indústrias, museus e consórcio de automóveis.

Parece que o rei do futebol só é bom para ganhar dinheiro usando a suamarca” em campanhas publicitarias.

Quem também perdeu muita grana, foi o “pai do E.T” Estiven Spilberg…

Apesar dos diversos sucessos no cinema e dos milhões de dólares que ganhou com produções como E.T e A Lista de Schindler, Steven Spielberg parece não ter aprendido tudo sobre o mundo dos negócios. Em 1994, o diretor abriu, em parceria com o CEO da Dreamworks Jeffrey Katzenberg, o Dive!, em Los Angeles.

O restaurante tinha o formato de um submarino e todo o cardápio fazia trocadilhos e alusões ao tema. Um ano após a inauguração, o Dive! ganhou um nova unidade em Las Vegas. Apesar de um sucesso aparente, o restaurante começou a ter dificuldades em atrair o público e fechou as portas em 1999.

Na próxima matéria eu finalizo com os outros nomes e dou o meu comentário…

Fiquem na paz e não esqueçam…” O poder de mudar a sua vida, está em suas mãos”



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>