Os jovens famosos agora são os gestores dos seus negócios!

Saudações amigos!

Já passamos da metade do ano e vocês estão conseguindo trabalhar focados na realização dos seus sonhos?

Hoje, vamos falar sobre independência.

Com essa grande onda do empreendedorismo que estamos vivendo, onde cada vez mais estamos “todos” buscando a independência profissional, os famosos que sempre foram dependentes de gravadoras e empresários estão cortando os laços com os “atravessadores”, para  tornarem-se  administradores de sua carreira, que é o seu negócio principal.

Os artistas mais antigos como Ivete Sangalo, Chitãozinho e Xororó, Zeze de Camargo e Luciano, Caetano Veloso, Roberto Carlos entre outros, já fazem isso. E seguindo carona nesses artistas empreendedores, temos aqui alguns nomes da nova geração:

 Luan Santana

“Me preocupo muito. Sou ligado 24h em tudo da minha carreira. Na estrada e escritório. Agora, tenho acompanhado mais de perto. Na verdade, desde o ano passado, chamei “no peito” a administração da minha carreira. É Luan por Luan. Passei a ter contato mais próximo com os meus funcionários, com cada setor do escritório, saber como funciona os setores e acompanhei de perto todos os passos do “produto” Luan Santana. Pesquisa, fã clube, área comercial, investimento, estrada, produção, planejamento… Hoje, sou artista no palco e também quero saber o que acontece antes e fora dele”.

Paula Fernandes

“Já estou com muita responsabilidade ao cuidar da carreira de ‘Paula Fernandes’, falando como empreendedora. Mas o sonho de todo mundo é ter a sua própria empresa e esse era meu também”.

No momento, a Jeito de Mato cuida somente de Paula, mas, de acordo com a cantora, outros músicos farão parte da agência. ”Pode acontecer de eu ‘amadrinhar’ alguém. Vai ser um privilégio ajudar o outro ou apadrinhar alguém. Na estrada, consigo encontrar essas pessoas, mas o que deve ser feito é compreendê-las para dar certo”.

Anitta

Dispensou a sua empresária e a empresa que cuidava do seu trabalho e abriu, também no Rio, um escritório próprio para cuidar de sua carreira – a Rodamoinho Produções Artísticas. A empresa será responsável pela venda de shows, campanhas publicitárias e outros assuntos relacionados à sua imagem.

 

Lá fora, Beyoncé, em 2008, abriu a Parkwood Entertainment e encerrou todas as atividades com a Music World, do seu pai, Mathew Knowles, responsável pela gestão da sua carreira desde a década de 90 com a girlband Destiny’s Child. O novo escritório da esposa do Jay Z conta com o apoio da Columbia Records e da Live Nation, responsável pelas vendas dos shows da turnê “Mrs. Carter Show”.

Lady Gaga também afastou empresários e investidores e a “Haus Of GaGa” – empresa criativa da cantora – passou a administrar toda a sua carreira. Contrata pela Interscope Records em 2008, graças ao selo Cherrytree Records, Gaga mudou completamente a sua equipe e acordos empresariais ao longo dos dois últimos anos. Seu empresário, Troy Carter, não suportou as mudanças impostas pela artista e abandonou a gestão pouco antes do lançamento do álbum “ARTPOP” no ano passado. Recentemente, Gaga mostrou no clipe “G.U.Y” seu “sofrimento” com o impacto da política do mercado fonográfico em seu processo criativo artístico


Publicado em EMPREENDEDORES | Deixar um comentário

Mau Mau( Ex-BBB) lança a sua marca de óculos e conversa com o F&E!

Saudações amigos!

Hoje vamos mostrar o papo que tivemos com o jovem empresário, Mau Mau que é ex participante do Big Brother Brasil. Ele mostra que entende bem do mercado onde atua, fala sobre suas finanças,marketing,sociedade entre outros assuntos.

F&E – Você é de família de classe média, correto? Na sua casa os seus pais falavam sobre dinheiro abertamente? Questões sobre como economizar a sua mesada, por exemplo?

Sim, meu pai como bom economista sempre falou e fala comigo e com meu irmão: “guardem dinheiro e economizem, pois não é fácil ganhar dinheiro e nunca sabemos o dia de amanhã”. Talvez eu e meu irmão devêssemos pôr mais em prática os ensinamentos do nosso “guru”, rs.

F&E – Lembra a idade que tinha quando ganhou o seu primeiro cachê, em que situação, quanto foi e o que fez com ele?

A idade do primeiro cachê não lembro ao certo, mas foi algo clássico de algum trabalho como modelo, passar por teste, ser aprovado, fazer o trampo e tentar economizar pelo menos 20% do que foi ganho.

F&E – Atualmente, você se considera uma pessoa que sabe administrar bem as suas finanças?

Acho que posso melhorar muito, queria ter puxado meu pai nesse quesito, ter tudo anotado, mas, não tenho muita paciência para sentar e fazer contas, como sou formado em Marketing, sempre gostei mais da parte de criação, publicidade, desenvolvimento de produto, promoção, enfim, o lado mais dinâmico do negócio.

F&E – O seu primeiro empreendimento depois saiu do BBB foi uma banda musical, correto? Antes disso você já tinha investido em algum empreendimento?

Na verdade a banda já existe desde 2005 e quando saí do Big Brother, só continuamos com o projeto. Na mesma época das entrevistas pré BBB, eu estava fazendo pesquisa de mercado e analisando possibilidades de franquia ou bandeira própria, a ideia era um bar ou um quiosque de cervejas importadas.

F&E – Você acabou de lançar a sua marca de óculos. Porque você escolheu óculos e não outra coisa?

A escolha não foi uma coisa premeditada, na verdade foi uma oportunidade de negócio que apareceu e agarrei. Em uma parceria com um grande amigo de Belo Horizonte, João Paulo Picoreli, estamos almejando novos horizontes e expansão gradativa e calculada do negócio; já com uma loja física no “BH Shopping” e 300 pontos de venda pelo Brasil, nesse momento estamos executando uma estratégia de penetração em uma nova cidade, Rio de Janeiro, como vivemos um momento incerto economicamente, mais do que nunca é fundamental fazer a análise “swat” de todo cenário, onde avaliamos 4 pontos: nossa força, fraqueza, oportunidade e ameaça. O atual momento exige mais cautela do que o de costume.

F&E – Você mesmo administra a parte das vendas, promoção e entregas dos produtos?

Para realização de um trabalho com primor é preciso formar uma boa equipe, quando distribuímos e dividimos os a fazeres, conseguimos desenvolver com maior eficiência e eficácia cada uma delas. É fundamental saber de tudo e de todas as etapas do seu negócio, trabalhamos em grupo, conto com dois amigos que também entram comigo nessa e que fazem toda diferença, Thiago e Felipe são os responsáveis pelas vendas e pesquisa de campo no ponto de venda priorizou qualidade ao invés de quantidade, posso contar com um altíssimo padrão de qualidade não só no atendimento, mas na apresentação da marca, educação, desenvoltura pro diálogo, além da determinação e confiança que tenho com eles. Graças a isso, posso trabalhar com maior tranqüilidade nos setores que mais gosto, no marketing e logística.

F&E – Antes de lançar essa marca você fez um estudo do mercado para saber quem são os seus concorrentes, conceito e público alvo?

Claro! O maior medo quando se abre um negócio,  é o medo de não dar certo, então é essencial minimizar ao máximo todo e qualquer tipo de risco que possa vir ocorrer. Como disse anteriormente, a análise “swat” é figura certa dentro dessa pesquisa, quando nos conhecemos conseguimos lidar melhor com os outros é com nós mesmos, com uma marca não é diferente, você precisa saber quais são seus pontos fortes e fracos, do seu concorrente também, analisar os quatro “Ps” (produto, preço, promoção e ponto de venda), enfim, pesquisar é sempre a melhor forma de adquirir conhecimento e fundamental para ingressar em qualquer segmento.

F&E – Você investe em outras áreas de negócios (mercado de ações,imóveis, tecnologia entre outros)?

Já investi um tempo no mercado de ações, acho um excelente caminho para quem se dedica a estudar a fundo e “entender” a loucura do agitado mercado de ações.
Sobre imóveis, atualmente eu e meu sócio, Rafa Oliveira (BBB), estamos em busca e já analisando terrenos para construção de uma pousada. Novos horizontes, novas experiências e novos desafios.

F&E – Acredita em sociedade no mundo dos negócios?

Acredito em pessoas, nos valores que as formam, caráter e índole. Apesar de vermos com constância casos de quebra de confiança, ainda acho que o maior bem que possamos ter, é o próprio ser humano. O objetivo de uma sociedade e somar forças em prol de um mesmo objetivo, porém, como o mundo anda cada vez mais maluco, é sempre bom por o preto no branco, pois como diz o ditado: “o combinado não sai caro”.

F&E –  Muitos jovens que começam a empreender têm problemas em deixar claro o quê e quanto cada um tem de direitos e deveres na empresa, porque falar sobre isso é chato, segundo eles. Vocês sabem separar a amizade dos negócios?

Como disse anteriormente, estamos lidando com seres humanos em primeira instância, logo os valores que o formam como ser humano, são os mesmo aplicados em qualquer situação. Quando  decidi formar a equipe, pensei primeiramente nos atributos que eu precisaria pra atender minhas expectativas, acredito que os anos de convívio com esses amigos, me fizeram conhecê-los mais como pessoas e me fizeram admira-los pelas qualidades não só profissionais, mas como seres humanos exemplares, jamais deixariam a desejar em nenhum quesito; primeiro procurei os que poderiam se adequar ao horário de trabalho, depois busquei valores que reconheci em ambos em situações cotidianas e diversas da vida, vejo uma equipe honesta, ética, pontual, educada, divertida, irreverente, comprometida e o mais importante, por mais que minhas expectativas sejam altas, eles tem feito por onde supera-las!

F&E – Qual a importância das redes sociais para o seu trabalho?

As redes sociais são de suma importância não só para o meu negócio, mas para maioria das áreas,  principalmente no comércio, onde as tendências e coleções são tão dinâmicas quantos os posts online. Hoje o público que mais consome no comércio,  é o mesmo público que consome mais bytes nas redes sociais, a troca dinâmica de informações faz com que a notícia se espalhe e que a moda conquiste o cliente antes mesmo de experimentar o próprio produto, basta bolar uma estratégia bacana de mídia online ou e-comerce.

F&E – Qual o lado bom e o mais difícil de ter ficado conhecido através do BBB?

Graças a Deus não consigo enxergar um lado difícil depois de ter vivenciado tal experiência. Sempre busco um prisma positivo de qualquer situação adversa, tenho saúde, uma família maravilhosa, amigos que choram comigo, tenho um teto onde dormir e graças a Deus nunca passei fome, nunca fui rico financeiramente, mas me considero milionário, por poder enxergar a vida dessa forma, poder ajudar cada vez mais pessoas e ter ampliado o número de pessoas ímpares que entraram na minha vida por causa do Big Brother. Lá fiz grandes irmãos, como sugere o nome do programa, vivi emoções que só afloram em sonhos, tive a oportunidade de viver um sonho com os pés no chão,  ao lado de pessoas incríveis que não só fizeram parte da minha história, mas sim, pessoas que juntas criaram uma história imortal para cada um de nós.

F&E – Você é muito engajado em causas sociais. Sempre foi assim?

Sempre fui assim e não tenho dúvidas que toda parte que há de bom em mim, devo 100% a uma criação exemplar do meu pai, mãe e irmão, que desde sempre me muniram de carinho e amor, me mostravam que a vida é muito mais difícil pra muita gente e somos todos irmãos perante o olhar de Deus, fizeram questão de me formar com valores e princípios que infelizmente vejo se perderem com o passar das horas. Desde pequeno acompanhei minha mãe em ações sociais e quando dei por mim, ja estava encabeçando grupos para plantio de mudas de árvore, arrecadando donativos para instituições, cada vez mais engajado com causas sociais e o mais importante, honrando toda criação da minha família, deixando-os orgulhosos e podendo retribuir pequena parte de tudo que fizeram por mim.

F&E – Você poderia dar uma dica para os jovens que querem entrar para o mundo dos negócios?

O que mais surpreende é o homem, pois perde a saúde para juntar dinheiro, depois perde o dinheiro para recuperar a saúde. Vive pensando ansiosamente no futuro, de tal forma que acaba por não viver nem o presente, nem o futuro. “Vive como se nunca fosse morrer e morre como se nunca tivesse vivido.” – Dalai Lama.

Busque sempre ao máximo trabalhar com algo que funcione de forma natural, que te traga satisfação, que te atraia não pela receita do fim do mês, mas pela satisfação de realizar tal atividade, então assuma um padrão e conceito de vida que sejam intimamente atrelada e viva com qualidade de vida. Parece meio clichê, mas o tempo é uma raposa e realmente a vida passa voando, a correria dos ponteiros do relógio no mundo dos negócios pode acabar te fazendo virar prisioneiro de um mundo frio e um conceito capitalista que de forma sorrateira e imperceptível acaba te afastando das pessoas e coisas que realmente fazem a vida valer a pena.

F&E Quem tiver interesses em conhecer mais sobre você e o seu negócio, onde deve procurar?

Site: maumau.com.br
Facebook.com/JoahMauMau
Instagram / Twitter: @MauMauJoah

F&E Ficou faltando perguntar algo e que você gostaria de comentar?

Gostaria de agradecer pela procura e interesse da entrevista, agradecer também aos que leram, que compartilharam ou compartilharão. Acreditem no sonho e lutem muito, busque ser melhor não só por você, mas pelo mundo, torne-se honroso e seja a pessoa que você gostaria de conhecer e que dê orgulho a uma força maior, pois estamos aqui só de passagem e “existem mais coisas entre o céu e a terra, do que sonha nossa vã filosofia”.

Agradeço ao Mau Mau pela entrevista e por ter sido muito gentil durante todo o tempo que nos comunicamos!

E vocês o que têm a dizer?

 


Publicado em ENTREVISTAS | Deixar um comentário

Tulipa Ruiz entra para o mundo dos negócios!

Saudações amigos!

O que você fez hoje, para chegar próximo da realização de seu sonho?

Falando em sonhos, os cantores estão cada vez mais investindo na realização dos seus, não só através da música, como no mundo dos negócios. E a empreendedora da vez é a jovem cantora Tulipa Ruiz que faz muito sucesso no país. 

Já se foi o tempo em que os artistas eram apenas artistas. Eles estão entendendo que não se deve depositar todos os ovos em apenas uma bandeja. Analisando isso, Tulita Ruiz, aproveitou o seu talento como ilustradora, que já havia testado quando fez a capa do seu primeiro CD, Efêmera, e também em linha de moleskines, para investir em sua própria marca de roupas, a Brocal.

Como dificilmente ela iria conseguir gerenciar sozinha o seu empreendimento, fez uma sociedade com a empresaria Heloisa Aidar, que entende tudo do mercado onde irão atuar.

 

 

Para começar um negócio, temos que tentar diminuir os custos ao máximo. Sabendo disso e aproveitando o seu talento, a própria Tulipa vai fazer os desenhos, logo não precisa pagar por um ilustrador, a loja  não terá um espaço físico pois será virtual, vai aproveitar que já têm um público certo que curte o seu trabalho musical e artístico, assim não precisará começar do zero investindo em propaganda. 

Para entrar no mundo dos negócios, temos que procurar entender como funciona toda a cadeia. Você está preparado? Não? Mas, pode fazer isso, se for o seu sonho!

 “Sempre desejei que meus desenhos pudessem andar por ai, em formato físico. Agora temos dez modelos diferentes e impressos em peças masculinas e femininas”

Sonha e realizar.

 


Publicado em EMPREENDEDORES | Deixar um comentário

Rafael Cardoso investe em um restaurante de comidas naturais!

Saudações amigos do F&E, como vocês estão?

Estive ausente durante todo esse tempo porque estava me especializando no meu trabalho de coach, através do site Seja Sempre Você. Como aqui falamos muito sobre a importância do foco para termos resultados significantes, tive que focar. 

Falando em foco, o nosso famoso empreendedor de hoje é o ator Rafael Cardoso,  o Vicente da novela Império, assistente de cozinha do arrogante Enrico (Joaquim Lopes), que vai inaugurar ainda esse mês o seu restaurante.

Antes dele participar da novela, já estudava sobre alimentos . “Como malhava, comia alimentos para ganhar massa muscular, mas existem casos de câncer e diabetes na minha família e meu foco mudou. Fiquei mais voltado para a saúde”. Aproveitando esse seu interesse pela culinária, ele já havia começado a empreender através do site Puramesa.com.br , com receitas de produtos totalmente ‘medicinais’,  que vai virar um livro.

Mas, para a ideia do restaurante sair do papel, o empreendedor Rafael Cardoso teve que se juntar com alguns sócios, o local onde fica o restaurante é no bairro do Jardim Botânico onde o seu público alvo – pessoas de alto poder aquisitivo – costuma frequentar,além de ser todo pensado na sustentabilidade, como ele cita;

Só teremos matéria-prima produzida num raio de 200 quilômetros do restaurante, como de produtores da Região Serrana do Rio, para manter a pureza e a qualidade, numa linha de pensamento pró-mundo, de sustentabilidade”

Como todo o negócio precisa ser divulgado, ele vai aproveitar a sua exposição na novela pra fazer o lançamento do seu restaurante. Ou seja, ele terá muita mídia espontânea através dos sites e revistas que cobrem celebridades.

O empreendedor têm que saber criar as suas oportunidades e aproveitar as que aparecem!

 


Publicado em EMPREENDEDORES | Deixar um comentário

Daniel Alves é sócio de 5 empresas!

Saudações amigos!!

O que está atrapalhando vocês a não conseguirem tudo o que desejam? Você está dando o seu melhor, sem se preocupar com o que os outros estão dizendo sobre o que você está fazendo?

Hoje quero fazer sobre a importância de uma boa sociedade. Eu fui sócio de uma produtora cultural em que éramos 5 sócios e o processo foi bem conturbado, devido as diferenças e da ambição doentia que um dos sócios tinham pelo poder. E foi essa ganância que destruiu todo o negócio que estávamos construindo. O resultado foi bom financeiramente falando, os aprendizados fantásticos, mas hoje está cada um para o seu lado e não temos contatos uns com os outros.  

Devido a isso deixei de acreditar em sociedade? Não. Existem muitos casos de sucesso entre pessoas que se juntaram para construir um negócio e que até hoje estão juntos e felizes. Como é caso da nossa matéria de hoje!

O grande jogador da seleção Brasileira e do Barcelona, Daniel Alves tem uma sociedade de sucesso com a sua ex-mulher.

Juntos são sócios em cinco empresas: duas no Brasil, uma agropecuária e uma imobiliária, e três na Espanha: outra imobiliária, a “Cedro Esport”, que cuida da imagem do jogador, e a “Flash-Forward”, responsável por agenciar 55 atletas. Os atletas da “Flash-Forward” são, em sua maioria, jovens que atuam na Europa. A empresa se propõe a cuidar de documentação, mobília, plano de saúde, entre outros tantos fatores que facilitem a adaptação.

Ou seja, como os negócios são feitos por pessoas, quando existem pessoas que estão focadas no mesmo objetivo e respeitando-os a sociedade tem tudo para dar certo.

Eu particularmente, acho Daniel Alves um dos caras mais cheio de personalidade nesse mundo do futebol. 

Fiquem na paz e…Seja Sempre Você!


Publicado em Sobre o ser empreendedor… | Deixar um comentário

Neymar fica muito mais rico com essa copa do Mundo!

Saudações amigos!!

Tenho certeza de que você não está deixando o tempo passar sem fazer o que tem de ser feito para a realização dos seus sonhos. Correto?

Falando em sonhos, o menino Neymar vive cada vez mais uma vida de sonho financeiro que todos queremos ter.

Neymar é um dos garotos propaganda mais requisitado no mercado – isso não é novidade – e nessa copa aqui no Brasil, os ganhos com o uso de sua imagem que ele foi contratado para representar 12 marcas, desde carros, celular,cueca, artigos de higiene pessoal e materiais esportivos.  Todos esses contratos publicitário + o seu salário no Barcelona, ele está faturando apenas R$ 108 milhões. A cada novo contrato ele não recebe apenas um valor fechado, recebe uma grana todo mês durante o tempo em que a campanha estiver no ar, pelo uso de sua imagem. No ano passado ele faturou R$ 48 milhões, ou seja, menos que o dobro desse ano.

Ele vive os seus sonhos. E você quando vai viver os seus?


Publicado em MARKETING | Deixar um comentário

Se eles puderam, nós também podemos!

Saudações amigos!!

Depois de um tempo ausente aqui no Blog, devido a questões pessoais e profissionais, estamos  de volta. 

E hoje com algumas histórias mais do que inspiradoras de empreendedores que construíram as suas fortunas bilionárias depois de terem passado dos 50 anos.

Roberto Marinho, fundou a Rede Globo aos 60 anos.  Aos 90, criou o maior centro de produção da América Latina, o Projac. Três anos depois haveria outra inauguração: a do parque gráfico do GLOBO.

“Ele não tinha a menor noção do tempo. Para ele, 60 anos era igual a ter 30 num sujeito normal”, diz o filho mais velho, Roberto Irineu Marinho.

Ray Kroc, fundador do McDonald’s: até os 52 anos, Kroc ganhava a vida comercializando copos descartáveis e misturadores de milkshake. A empresa atualmente tem valor de mercado estimado em US$ 96 bilhões, de acordo com a Revista Forbes.

 

Amancio Ortega, fundador da Inditex, grupo proprietário da empresa de roupas Zara: até os 30 anos, trabalhava como ajudante em uma loja de camisas. Em 2012, chegou a ser considerado o terceiro homem mais rico do mundo, com fortuna estimada em US$ 46 bilhões.

 Mary Kay Ash, fundadora da Mary Kay, empresa de cosméticos: vendeu livros e produtos para o lar de porta em porta até montar o próprio negócio, aos 45 anos. Hoje a empresa tem um faturamento de US$ 3 bilhões, com mais de 3 milhões de vendedores em 35 países.

Qual é a nossa desculpa para não realizarmos os nossos sonhos?


Publicado em INSPIRAÇÃO | Deixar um comentário

Quem quer faz, quem não quer dá desculpas!

Saudações amigos, como tem sido os dias vocês? Os meus dias tem sido bem  interessantes, pois estou trabalhando exatamente no que me propus, o trabalho como coach – que logo mais vou mostrar aqui – e as produções pela epa!entretenimento. Certamente você também está fazendo o que gosta, correto? E se não estiver, por qual motivo?

A matéria de hoje, é sobre uma empreendedora que NÃO aceitou virar mais uma vítima da sociedade, a empresária que é deficiente física, Mirela Goi.

Mirela sofreu preconceitos desde sempre.

Quando saí da minha primeira faculdade, me deparei com um mercado totalmente despreparado. Eu trabalhava sem esperanças, pois a deficiência acabava sendo um problema dentro das empresas, tanto por falta de adaptação, como pelo preconceito. Tive o azar, ou sorte, de ter uma chefe que não me via como alguém capaz. Convivi com esta situação sem nunca desistir até ser demitida”, disse.

O que ela fez com tudo isso?

Em 2009, ela fundou a Ma Sweet Cases, uma empresa que vende forminhas de bolo. ”Encarei a realidade e vi que para me sobressair precisava travar uma batalha. Quando surgiu a oportunidade de ter meu negócio, decidi gastar toda minha dedicação em algo próprio. Acreditei que dependeria muito mais de mim do que da aprovação de chefes. E tem dado certo”

Resultados…

No ano passado, a empresa vendeu seus produtos para mais de 550 clientes, lucros de 4 mil por mês, número superado já nos primeiros meses de 2014. A meta é dobrar as encomendas a cada 12 meses. O resultado positivo se deve às redes sociais. “Meu negócio só foi possível devido à internet. Estou sempre atenta às mudanças.  Leio muito sobre novas plataformas, novas tendências”, conta. A página da empresa no Facebook reúne mais de 25 mil fãs.

Conselhos…

“As mulheres com alguma deficiência podem realizar muitas coisas. É necessário encontrar suas qualidades e se empenhar. Todos temos algo que pode ser importante para outras pessoas. Se fizerem esse algo se sobressair, nada será empecilho”, conclui.

E você está reclamando do quê?

 


Publicado em INSPIRAÇÃO | Deixar um comentário

Atletas da seleção irão ganhar até R$ 55 mil para tuitar na copa!

Saudações amigos!!

Vocês estão abrindo mão de realizar algo que a sua essência deseja muito, por conta da opinião do outro? Não faça isso!!!

Hoje vamos falar sobre comunicação através do twitter. Assim que o twitter surgiu  e foi virando uma febre aqui no país, os famosos cobravam muito caro para escrever algo sobre determinada empresa. Com a chegada do Instagram, agora eles recebem para colocar a imagem das marcas. Mas, quem pensa que o twitter está morto, se enganou.

 

A copa do mundo está chegando e com isso algumas empresas decidiram investir pagando a alguns jogadores para falarem de suas marcas, durante os jogos da copa, no twitter.

Até jogadores que não foram convocados e que apenas assistirão à Copa, como todos nós, estão lucrando com tuítes pagos. Lógico que quem está recebendo mais por cada tuitada é o menino de ouro do momento, Neymar. Ele vai receber R$ 55 mil para escrever algo sobre determinada empresa.

Ronaldinho Gaúcho já fechou com cinco empresas, David Luiz, titular, Denílson, aposentado e hoje comentarista, e Lucas, que já foi dado como certo na seleção de Luiz Felipe Scolari, mas que caiu de rendimento no Paris Saint-Germain e ficou de fora da Copa, conseguiram quatro empresas cada um.

O baixinho Bernard, mesmo com só 128 mil seguidores, pouco se comparado a outros atletas, acertou com três companhias diferentes. O lateral Daniel Alves, o zagueiro Dante, o volante Paulinho e o meia Willian, todos convocados, têm duas empresas cada um. Até Léo Moura, lateral-direito do Flamengo, e Paulo André, que deixou o Corinthians recentemente e foi para a China, deram um jeito de fechar com duas empresas cada um.

Fonte; GQ

 


Publicado em MARKETING | Deixar um comentário

Atletas empreendedores dão dicas importantes!!

Saudações amigos!!!

Como tem sido os dias de vocês?

Sabia que as pessoas que tem sucesso na vida pessoal e profissional elas não focam nos problemas, apenas nas soluções? E você, o que tem focado?

Hoje, quero mostrar algumas dicas de atletas empreendedores de sucesso.

Gustavo Borges

O nadador, que conquistou quatro medalhas olímpicas e 19 pan-americanas. Na competição de Atenas, em 2004, Borges decidiu encerrar a carreira nas piscinas. Desde então, dedica-se à rede de academias de natação Gustavo Borges e ministra palestras pelo país.

Determinação.

“Ir atrás do resultado e ter força de vontade para atingir os objetivos é muito importante”, diz Borges. Outra lição é aprender a conviver em equipe. “É preciso confiar nas pessoas que trabalham com você, tanto na vida de atleta quanto na de empreendedor”, afirma.

Fabiola Molina 

A ex nadadora da seleção brasileira Fabiola Molina, 37 anos, concilia a carreira de atleta com a de empreendedora. Ela tem um e-commerce que vende os maiôs e biquínis de sua própria marca.

Tenham um objetivo.

“Um esportista pode querer ir para as Olimpíadas. O que fazer para atingir a meta? Diminuir três segundos do tempo recorde, por exemplo”.  É importante traçar uma estratégia para satisfazer as ambições. “Estipulei quantas peças queria produzir mensalmente e comecei a pesquisar técnicas de fabricação mais eficientes”.

 Nalbert Bitencourt 

Foi o primeiro jogador na história do voleibol a conquistar o título mundial nas três categorias (infanto-juvenil, juvenil e adulto). Ganhou o ouro duas vezes na Liga Mundial e uma na Olimpíada de Atenas, em 2004. Enquanto impressionava no esporte, guardava e aplicava dinheiro, pensando no dia em que abandonaria as quadras.

Nalbert hoje é sócio de um dos restaurantes da rede carioca Da Silva

O jogador transfere valores que aprendeu no esporte à carreira de empresário: disciplina, planejamento, organização, foco, liderança. “É preciso acordar e pensar: ‘trabalharei com excelência’”. E estabelece uma comparação: o atleta, mais que o empresário, tem resultados imediatos. Se não treinar e não se dedicar integralmente, será derrotado no jogo no fim de semana. 

Saber aprender a derrota é relevante.

 


Publicado em INSPIRAÇÃO | Deixar um comentário